20101005

A Chuva

Ah
A chuva
Essa primeira chuva de Outono
Na vidraça
Preguiça que é vontade
De não acordar ainda
Esse gosto de chuva
Na noite que finda e traz o dia
O cheiro a terra molhada
Que os sentidos inebria
Num sabor a paz
E ao mesmo tempo nostalgia

E o assobio do vento
Essa música de baile
Que faz dançar as folhas secas
Lá fora em rodopio
Soa cá dentro mais baixinho
Embalando este vagar
Devagarinho
No lusco-fusco da manhã fria
Que impele a estar no quente

Ah
mas a chuva
É mesmo a chuva
que me acalenta levemente


18 comentários:

GarçaReal disse...

A chegada da chuva, abandonando as gotas na vidraça,acarreta a nostalgia e languidez próprias do Outono.

Está com muita beleza

Bjgrande do Lago

antonio - o implume disse...

Com o tempo, somos essas folhas secas em rodopio a quem nenhuma chuva acode.

lita duarte disse...

Oi, Perla.

Gosto muito de chuva.
Seu poema me diz muito.

Beijos.

Ana Martins disse...

Boa tarde Perla,
também sinto a chuva assim!

Beijinhos,
Ana Martins
Ave Sem Asas

Baby disse...

A chuva molha mas renova, a chuva por vezes é fria, mas como é bom vê-la cair quando estamos no quente...e como é bom inalar o cheiro doce que ela levanta, quando por fim se aquieta nos braços da mãe terra!

Beijos.

Vieira Calado disse...

Também gosto da chuva.
A de ontem foi, aqui, espectacular!
bom resto de fim de semana
Beijinho

O Árabe disse...

Realmente... poucas coisas existem mais gostosas do que demorar-se na cama, ouvindo a chuva no telhado. :) Bem vinda de volta, boa semana

tecas disse...

Amei o poema, é lindo. Boa escrita. Lindo o seu blog. Obrigada por visitar o meu blog e deixar comentário.
Voltarei.
Bjito amigo

Filoxera disse...

Não me costuma acalentar, mas ainda bem que inspira alguns poetas...
:-)
Beijos.

poetaeusou . . . disse...

*
senti a chuva,
das tuas palavras !
,
conchinhas,
,
*

tossan disse...

O desafinado assobio do vento
cantando a chegada da chuva
para molhar a minha alma
já encharcada.

Texto magnífico! Beijo

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Perla, belo poema...Espectacular....
Cumprimentos

Eduardina disse...

A chuva a mim não me inspira, mas ainda bem que a inspirou a si!O seu poema é lindo!

MZ disse...

São os movimentos da natureza que se entranham no nosso corpo e na nossa mente.
O teu poema é lindo!

bj

Baby disse...

Ahh a chuva...

O cheiro a terra molhada
Que os sentidos inebria
Num sabor a paz
E ao mesmo tempo nostalgia
"

Beijos.

O Árabe disse...

Longas férias, não? :) Boa semana, aguardo o novo post.

Vanuza Pantaleão disse...

Gostei da tua Poesia,
Chuva de lindos versos...
Abraços!!!

Parapeito disse...

que a chuva a continuar a cair, sirva para lavar as mágoas da alma
brisas mornas para ti*