20090626

Deixa...

Deixa que te abrace
Que sinta em mim a tua pele nua
Que te percorra
Te respire
Te absorva
Deixa...
Deixa que te afague enquanto dormes

Deixa que te mime
Que te faça sonhar nas minhas mãos
Que te fascine
Te domine
Te aprisione
Deixa...
Deixa que te sinta acordar enquanto sonhas

Deixa-te rolar sob o meu corpo
Deixa que te beije
Que te deseje
Que te mordisque a língua
Te provoque
Te ponha em lume
Que te acostume
Te deixe insano
E que depois
Sem mais nem menos
Te deixe à espera
De mais
Deixa...

9 comentários:

Baby disse...

Depois de todas essas promessas seria pecado deixar alguém à espera...
Lindo e apaixonante o teu poema.

Beijinhos.

Espaço do João disse...

Não sei porquê passei a gostar mais da poesia depois de ter um blog.Ser poeta é ser sonhador e, eu que tanto gostaria de sonhar. Belo poema. Boa semana.João

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Perla, belo poema...Bela paixão...Espectacular....
Beijos

Joaninha disse...

sexyyy! Adorei

beijos

O Árabe disse...

Bonito, intenso... e de cruel desfecho. :) Boa semana!

O Árabe disse...

Tira um tempinho pra fazer o novo post... aguardamos! :) Boa semana.

Baby disse...

O poema continua aqui, vivo e nós...à espera.

Beijos.

Andreia disse...

Que bonito! Mesmo!!! *

O Árabe disse...

Férias... ou liceçã-prêmio? :) Boa semana, amiga! :)