20090203

Foi o frio

Foi o frio que me fustigou
E me vai impelindo ao quentinho

Mesmo se tu és o meu abrigo
E os teus braços o meu ninho
Os teus olhos sedução
Os teus lábios o meu vinho
E o meu corpo arde em paixão...

O frio marcou presença
Ditou a sua sentença
Emudeceu a caneta
Secou a inspiração
Deixou-me à espera do verão

14 comentários:

Sonia Schmorantz disse...

Flores para você

Para você enfeitar o seu dia,

lhe trazer mais alegria

mais paz a cada minuto.

Flores

Para você pensar na vida com mais carinho,

e não se esquecer que por você

carrego o sentimento mais sublime:

A amizade!

poetaeusou . . . disse...

*
o frio ao fustigar
um corpo em paixão,
com a espera do verão
pode debilitar . . .
,
conchinhas sedutoras, deixo,
,
*

O Profeta disse...

A terra dorme em sobressalto
Um grito brota da alma
Danço com esta bruma de Inverno
Rodopia em meu peito uma estranha calma

Águas despertas, Mar bravio
Cai sobre mim um nevoeiro perverso
Uma onda estende seu manto de espuma
Açoita as pedras adiando o regresso


Boa semana


Mágico beijo

Valter Ego disse...

Eu cá sou amante do inverno mesmo...:P

Joaninha disse...

Isso acontece muito, com este maldito tempo!

Beijos

Carla disse...

que chegue o verão para o frio apagar
beijos

Delfim Peixoto disse...

E virá, com todo o esplendor e calor
Bj

Ana Martins disse...

O frio pode ter feito tudo isso, mas a inspiração não gelou!!!

Beijinhos,
Ana Martins

Multiolhares disse...

Não é facil vencer o frio do coração
beijinhos

lua prateada disse...

Passei correndo
Com xuva,vento e frio
Passei voando
Arrastada por um fio.

Não passei por nada
Apenas ,porque de mim emana
Grande amor por meus amigos
Passei desejando bm fim d semana.

Beijinho prateado com carinho

SOL

O Árabe disse...

O frio...só nos enregela, quando se esconde em nós! :) Boa semana, amiga.

Carla disse...

uiii amiga e continuas à espera do calor? Está tudo bem?
beijos

O Profeta disse...

Construí um abrigo no deserto da emoção
Os vales são as ruas de um Deus
Fecha-se a alegria da terra
Um último olhar de amor, solto dos olhos teus

Na noite tudo se perde
Mora a sombra, o desvario
A indomável vontade do amor
Tem a força de um Rio


Boa semana


Mágic0 beijo

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Perla, belo poema...Espectacular...
Beijos