20080706

Instantes

Olho em torno de mim
Ervas, mato, giestas, pinheiros…
Carrascas caídas, pinhas, pedras…
Sol, nuvens, vento…

A natureza apela, chama, sussurra
A inebriante música das árvores
Canta calma e paz

O som do vento nas ramagens
Convida à contemplação
À reflexão
A esquecer a máquina do tempo

Os raios de sol
Sobre as pedras do outeiro
Me falam de Ti

21 comentários:

nuvem disse...

Um poema fresco... como a manhã :)

Beijinhos

Carla disse...

Instantes para sempre...
beijos

Cöllyßry disse...

Intensamente, os sentimentos de Ti...

Belo espaço

Beijito

Em pensamentos aqui____________

http://olharindiscreto.blogs.sapo.pt/

Marlene disse...

Adorei! Muito muito bom! *

ln disse...

às vezes até o sol é uma sombra que nos (per)segue. Foram pensamentos como este que li do teu poema. Um beijo, gosto de te ler.

Joaninha disse...

Bela mata qui descrita. É tão bom pensar no "silencio" das matas durante o verão.
Beijo

O Profeta disse...

Bebi o intenso dos teus sentires...


Doce beijo

*izil* disse...

Gosto dos seus poemas, gosto do seu jeito de se expressar, parab�ns sempre
izil

ZezinhoMota disse...

Escreves bem e daí se notam os teus sentimentos!

Parabéns.

Boa semana.

Bjnhs

ZezinhoMota

Vieira Calado disse...

Gosto
deste belo espaço de poesia.

Cumprimentos

poetaeusou . . . disse...

*
um mar verde,
o teu poema,
,
campestres conchinhas,
,
*

mundo azul disse...

...bonito!!!
Gostei daqui e voltarei, com certeza...
Beijos de luz e o meu carinho!!!

Espaço do João disse...

Olá Perla.
Gostei do tipo de poesia.
Quanto às rosas e às uvas, podes vir colhê-las quando quizeres. As uvas será melhor vires pelos meados de Agosto,estão mais doces.Então se for em Setembro, estás convidada para a vindima. É sempre uma ajudinha muito embora não sejam muitas mas dão para fazer pelo menos 150 litros de vinho. Aparece sempre ou quando quizeres. Um beijo João

.::Borboleta::. disse...

Um poema cheio de energia
a energia da natureza que tanto nos refresca a alma
gostei muito
beijinho*

titofarpas disse...

Passei por aqui e adorei o blog...
Parabéns e felicidades

DRACULEA Café Bar - The Devil's Den disse...

Perla, nunca. Nem dos sonhos, nem dos planos, nem dos projectos, nem desta mescla de persistência e arrogância q.b. no valor do meu trabalho...:P
Beijo

Mário Margaride disse...

Belo poema!

Instantes, onde o instante de nós, se perlonga no espaço e no tempo...

Boa semana!

Beijinhos

Mário

Cadinho RoCo disse...

Quando as pedras falam, bom prestar atenção, muita atenção. As pedras costumam ser sábias.
Cadinho RoCo

João Videira Santos disse...

de palavras se fizeram os instantes da escrita...quantas vezes sentida, dolorosa...

Espaço do João disse...

Olá Perla.
Realmente é muito bom viver rodeado de flores, mas quando está tudo sobre nosso cuidado, dá muito trabalho. É compensador pois enquanto falamos com elas esquecemos tudo que se passa à nossa volta. as flores e as abelhas são um dos grandes anti-stress. Beijos e boa semana. João

Eduardo Ramos disse...

Ora aqui está uma bela imagem.