20080731

Como ave

Como ave sempre livre
Que voa segura no azul do céu
Planando no ar e sentindo-o seu
Assim a minha alma se embala
Ao som da música em voo rasado
Por entre um arco-íris perfumado
Valsejando tal canção
Que se extasia num refrão

Depois pousa em sombra fresca
A beber o descanso merecido
Serena as asas cansadas
Que pela brisa levadas
Ao ar puro apetecido
Da fragrância da paixão
Por demais arrebatada
Em intensa enlevação

22 comentários:

ZezinhoMota disse...

Sinceramente quero agradecer-te os poemas lindos que tens sempre aqui no teu cantinho especial, para nós...

Depois também te quero agradecer pelas tuas palavras doces que me privilegias por causa do meu livro da amizade...

Faço o que gosto e é sempre um prazer oferecer os meus poemas a quem os aprecia.

Bem hajas.

Bjnhs

ZezinhoMota

Ana Diniz disse...

Que lindo, Perla!
Apaixonei-me com tua "música em vôo rasante", com teu "arco-íris perfumado"... Que linda ambientação de signos leves e triunfantes, assim como faz-me sentir nestes versos, nas nuvens...

Volte sempre ao meu espaço, adoro a tua presença!

BEIJOS DA ANA

Claudinha disse...

Lindo este vôo poético! Beijos!

Alma Nova ® disse...

Estou de Ressaca.
Vem ressacar comigo.

poetaeusou . . . disse...

*
nas asas das brisas,
canto ao céu anil,
rasando de musica,
a canção serena,
pipiando poemas,
voando . . . como ave,
,
conxchinhas
,
*

Espaço do João disse...

Sonhar, sonhar, sonhar.
Sonhar sempre até morrer.
Quando deixar de sonhar.
É sinal que deixei de viver.

Fernando Santos (Chana) disse...

Cara amiga, espectacular võo poético...
Beijos

Baraújo disse...

uma pérola... voando... por entre as nuvens das palavras... parabéns

beijo terno

*izil* disse...

Gosto de seus poemas, são sempre um acalento para mim,
Parabéns.
izil

O Árabe disse...

Felizes as aves... e tristes de nós, que esquecemos o dom de voar!

mundo azul disse...

Feliz a alma que se alça em vôos livres pelo céu!

Um poema muito bonito!!!

Beijos de luz...

José António disse...

Esse enlevo é mesmo a expressão exacta para o encantamento que a paixão contém.

Mário Margaride disse...

Que essa ave que voa dentro de ti, nunca perca o voar, e encontre o seu rumo.

Belo poema!

Beijinhos

Mário

Ana Diniz disse...

Passei para deixar um beijinho e a convidar-te a sobrevoar a minha prosa!

,¨,

Carla disse...

que lindo!!!o desejo de ser livre como uma ave!
beijos

O Profeta disse...

Ai quem me dera agitar o tempo
Atirar a mágoa à voragem da noite
Arrancar as raízes ao pensamento
Sentir a paz que uma lagoa acolhe


Boa férias


Mágico beijo

NAELA disse...

Depois pousa em sombra fresca
A beber o descanso merecido
Perla neste voar imenso o ceu beija a liberdade de ir ao encontro do vento!
Lindo poema;)

titofarpas disse...

Já voltei de férias e o teu blog continua fantástico...
Bom fim de semana

Elcio disse...

Bloque ajeitado esse viu.
Voltarei mais vezes.
É isso ai.

varal experimental disse...

Uma ave passa mesmo uma sensação de liberdade.

Sempre belos os teus poemas.

Beijos

Parapeito disse...

...E que a tua alma voe sempre livre, embalada nas brisas mansas...

Lindo este " como ave"

Eduardo Ramos disse...

Palmas.
Palmas.
Palmas.