20080524

Uma questão de pele

Tu és o meu amigo,
És o meu cúmplice,
Meu eco do coração.
Tua barba me pica,
És o meu homem,
A minha paixão.

Tuas mãos são de lã,
Teus lábios de seda,
Tua língua é veludo.
Tu és o meu homem
E és o meu tudo.

És a pele da minha pele,
A minha inspiração.
És as minhas reticências...
E o meu ponto de exclamação!

16 comentários:

OUTONO disse...

"És a pele da minha pele,
A minha inspiração.
És as minhas reticências...
E o meu ponto de exclamação!"

Tão simples e directo.

Obrigado.

Beijinho

Claudinha disse...

Que lindo!
Uma declaração de amor!
Beijos!

Zek disse...

Que bela declaração de amor, de coragem e de ousadia!!!!!!!!!!

O Profeta disse...

Uma voz quebra o silêncio
Um espelho retêm a beleza
Vi com os olhos fechados
A fúria da minha incerteza

Fecham-se as janelas de poente
Este nevoeiro galga o pensamento
Uma semente solta num ribeiro
Corre no incerto de cada momento


Deixo-te uma doce acalmia


Mágico beijo

By Sniqper ® disse...

Numa exclamação nasceu um som...
Feito de inspiração...
Trabalhado com o coração...
Acabou numa paixão!

Beijitos

markus disse...

Olá amiga,
lindas palavras, o amor é fonte de grande inspiração...
Bjos********

Martim disse...

gostei...simples e directo, curto e grosso:) bjinhos***

Espaço do João disse...

Será uma declaração de amor?Como o amor ainda não tem definição, bem pode ser um prenúncio. Um beijo de amizade. João

Filoxera disse...

Bonito. Sobretudo, cocluido em grande estilo!

Só Magui disse...

Belíssimo.Mas barba queu pica, arranha, machuca.Por isso nunca gostei de barba por fazer.

Joaninha disse...

Gosto muito

Vieira Calado disse...

Ponto exclamação, está bem!
Ponto de interrogação é que era pior...
Cumprimentos

Mário Margaride disse...

Olá, amiga!

Obrigado, pela tua visita e comentário ao meu cantinho.

Belo poema! Bela declaração de amor...

É de facto uma questão de pele, de toque...

Bom fim de semana

Beijinhos

Mário

beanabela disse...

A amizade e o amor encontra-se em pequenas coisas:
Num sorriso, num toque e num olhar!...

Pasei e quis dizer OLÁ!!

Beijos

Auréola Branca disse...

Vivo de amores. Os seus, os meus, os da humanidade sedenta!

Nasci pra amar. Nasci pra isso, simplesmente...

Abraços.

Eduardo Ramos disse...

Mais poemas de S. Jóão.
Mas desta vez gostei.

Fico-me por este último comentário.
Critico sem pena como gosto que me critiquem sem pena... mas justamente... como eu sou justo. Falo por mim claro e pelos meus gostos e maneiras de olhar o que me rodeia.
Gosto da maneira como jogas com as palavras. Vê no meu blog o tema Versus. Pode ser que gostes... ou não. :)

No teu próximo poema... tenta ser menos previsível e mais surpreendente.

Bom trabalho.
Belo blog.
Ganhaste mais um leitor.
;)