20080327

Gosto

Gosto de ti
Do teu olhar
Das tuas mãos
De te abraçar
Gosto de te sentir
E te beijar
Gosto de te morder
De te picar
Te excitar
E no fim
Te abandonar

9 comentários:

Espaço do João disse...

Você parece cobra venenosa
Que tenta o sapo pra depois sacrificar
Você morena é um perigo
O que a cobra faz com o sapo
Você quer fazer comigo. João

Perla disse...

Ahahahah!
Está boa, João!

Xinha disse...

Belo começo de blog sim sra!
Isto faz-me lembrar uma música da Ana Carolina que diz: "eu aprendi a me virar sozinha/e se eu tô te dando linha é p'ra depois te abandonar" :)

Rui disse...

É no regresso que está o prazer.

Haver onde regressar...

O Árabe disse...

Dia virá em que assim não será. :) Mas o poema ficou muito bom!

lua prateada disse...

Ehehehehe...na sejas mázinha tá?eheheheh
Amiga vim agradecer-te em nome de todos os actores do Almas Poéticas a tua passagem em nosso humilde cantinho mas que para todos o fazemos com muito carinho.
Beijinho prateado com carinho
SOL

Sniqper ® disse...

Também eu... Gosto de te Ler.

Pedra Filosofal disse...

eheheheh maldade!!!! eheheh

gostei, vou voltar!

Esmeralda disse...

É tão duro...
Saber que de nós gostam,
Sentir em nós os olhares,
As mãos quentes,
Os abraços dados,
Os sentires únicos,
Os beijos que nos deixam loucas de felicidade,
e depois...
...sermos abandonadas.

beijocas